13 abril 2007

Emigrem ou então... habituem-se!

.
Desta vez quando cheguei disseram-me que as audiências em todos em os media tinham subido. Explicaram-me que isso era muito bom para a economia.
Depressa vim a saber o que se passava e pensei de mim para mim: «Mas que grande imbróglio o Sócrates foi arranjar! Até parece que acabei de chegar à Itália! Sim, os italianos não fariam melhor… Ainda bem que desta vez não poderei ficar nem uma semana completa. Assim tudo toma uma forma episódica e anedótica, própria de quem vê estas coisas com grande distanciação.»
Cada vez me fui apercebendo melhor das paixões que por cá grassam, pois é só do que falam... De cursos, de diplomas e de universidades! São os dramas que enchem o quotidiano dos meus compatriotas.
Comovo-me com toda esta embrulhada e fico contente por saber que em breve partirei.
Que posso fazer? Esta vida de emigrante faz de mim tão ignorante! Um país tão bonito e tão bom!
É muito bom é… para emigrar!

Alice T.

3 comments:

Blogger Miguel said...

Eu estou a viver na Bélgica, e ao ver como e por quem Portugal é governado, dá-me uma satisfação imensa não ter contribuído para que esses .... tivessem chegado ao poleiro.

13/4/07 5:11 da manhã  
Anonymous Marcelo Melo said...

É um país de novelas, feito de comunicação social noveleira e cidadãos noveleiro-dependentes...

Ver ditos jornalistas de craveira máxima no país a esmiuçar detalhes desprezáveis face ao abismo socio-económico e a criar assunto para vender episódios diários de mais novela, repugna-me.

Repudio a nossa atitude nacional de espertisto consolidado...

Marcelo Melo
www.3vial.blogspot.com

21/4/07 12:33 da manhã  
Anonymous Anónimo said...

Eu vou consigo
Leve-me por favor

5/5/07 7:30 da tarde  

<< Home