08 março 2007

As lacunas da história


.
Na ronda dos passados que inventamos julgaremos reconhecer em alguns deles, poucos, a inevitabilidade do presente. É sabido que continuaremos a desvendar enigmas do que passou e, por cada interpretação, uma corrente lógica chega até nós reconstruindo o que somos para além da nossa realidade pateticamente quotidiana. Nas lacunas da história que este presente não decifra reside também o nosso trágico e irrevogável percurso. E os nossos antepassados correm-nos nas veias tão vivos quanto nós. Nós que pensamos possuir, em cada época, uma imaginação capaz de desenredos coerentes. Quem poderá dizer se é nessas lacunas impenetráveis que o tempo aprisiona para sempre os elos da definitiva verdade? Quem poderá duvidar que o passado está vivo afinal?

Alice T.

1 comments:

Anonymous Marcelo Melo said...

Talvez quando os antepassados nos correm nas veias, também os vindouros o fazem, pois partindo todos da mesma e única condição inicial, a ela se mantêm indissociáveis.

O passado está tão vivo quanto o quisermos que o faça, pois ele fomos nós e a nossa vida cerca-o.

Parabéns...
[www.3vial.blogspot.com]

14/3/07 6:18 da tarde  

<< Home